Fenômenos Espíritas – Estudos Experimentais

espiritismo-Chico-Oc.emPauta



Considerações Preliminares

Vamos pensar um pouco sobre vida após a morte ou vida após a vida. Esta é a pergunta, acredito, mais intrigante no pensamento humano. Mais intrigante do que questionar a existência de Deus e quem seria, quais seus atributos.

Quem gosta de saber sobre os Espíritos, tem alguma curiosidade, não acredita, etc, aconselho ler todo este artigo que é de valia imensa. Encontrará relatos e fotos sobre materializações de Espíritos, saberá o que é uma materialização e terá disponível links para poder pesquisar mais. Note-se que eu não quero exatamente falar sobre religião embora seja inevitável, quero abordar os acontecimentos que, independentes de filosofias religiosas, existem.

O surgimento da Religião

No mundo religioso observamos doutrinas diversas baseadas na existência espiritual. Manisfestações diversas de supostos “espíritos”. Talvez, a manifestação religiosa mais antiga seja a dos espíritos. Como tudo é relativo, não dá pra se saber exatamente. Pergunto: Como surgiu a religião?

Existem algumas teorias, destaco três:

.Teoria Criacionista: ou Bíblica; Deus criou o Universo e tudo o que nele há. Ao criar o homem, este, tinha plena consciência da existência de Deus de forma que O adorava por ser seu criador e benfeitor, daí surgiu o que chamaríamos de “religião”. Nesse caso, o sentido exato de religião começaria depois de o homem ter pecado contra Deus buscando com Ele se “religar”.

.Teoria Científica: ou evolucionista; o homem tomando consciência de si mesmo cada vez mais como homem, ser diferente dos animais irracionais, nos primórdios de sua existência, criou para si deuses, rituais, filosofias espiritualistas e foi aprimorando crenças e superstições baseadas na existência de coisas invisíveis e visíveis fora da terra.

.Teoria Espiritualista e Espiritista: o homem tendo consciência de Deus, seu Criador, necessitou arrumar modos de adorá-lo criando deuses e rituais. Outra teoria de linha espitualista e também espírita diz que as manifestações religiosas se deram por causa de espíritos que se manifestavam como deuses.

É claro que existem muito mais teorias como por exemplo a dos ET’s. Segundo essa teoria, os ET’s ao entrarem constantemente em contato com a terra proporcionou elucubrações religiosas na mente do ser humano primordial.

O Espiritismo

De religião em religião, encontramos aquelas que buscam se aproximar mais da razão. E aqui me atenho ao espiritismo. Surgiu com Hippolite Léon Denizard Rivail (Allan Kardec) no séc. XIX. Francês, era profesor de Aritmética e pesquisador do Magnetismo e da Astronomia. Foi convidado em 1855 por um amigo a participar de uma sessão de “mesas girantes” ou “voadoras” e outras manifestações, daí começou a estudar os fenômenos.

Allan Kardec nunca foi médium, mas endereçava perguntas aos “Espíritos” – no espiritismo espírito é com e maíusculo – como forma de estudo. Foi convencido da existência de tais por meio de seus experimentos. Aliás, a experimentação é um pilar do espiritismo junto com a filosofia. Para o espiritismo o homem sobrevive ao corpo pela alma ou Espírito. Acreditam na reencarnação como processo evolutivo. Nesse processo, todo homem nasce ignorante, sem o conhecimento do bem e do mal, cabendo a si próprio buscar o seu caminho e evoluir. Todo homem passa pelo mesmo processo de evolução, os mesmos mundos, e sua demora ou não para chegar a ser Espírito puro dependerá de si mesmo. O espiritismo é também cristão, chamado de cristianismo espírita, pois sua interpretação da doutrina de Cristo é razoavelmente diferente da tradicional. A doutrina moral de Jesus é usada no espiritismo e seu exemplo de caridade. Para os espíritas Jesus foi um Espírito perfeito que veio em missão na Terra.

Não me alongarei sobre o surgimento do espiritismo, seria preciso explicar sua doutrina e falar sobre espiritismo não é fácil assim. Para se estudar por completo a doutrina espírita é preciso anos. Esses estudos são dados nos próprios centros espíritas e muitos deles umbandistas. De toda forma, o espiritismo não se baseia somente em especulações e filosofias, faz jus ao experimento, o contato com os Espíritos como prova da imortalidade da alma.

Os Fenômenos da Materialização

No Brasil, o auge das aparições de Espírtos, comunicações, etc, se deu com o médium Chico Xavier. Esse médium mobilizou o país inteiro e tinha até um programa chamado “Pinga Fogo” na rede de TV já extinta, a antiga Tupi. Chico era principalmente médium psicógrafo. Psicografia é a escrita dos Espíritos pelo médium. O caso mais famoso de psicografia de Xavier veio por meio de um Espírito identificado como Maurício, fato ocorrido em 16 de julho de 1979 e beneficiou José Divino Nunes, de 18 anos, acusado da morte de Maurício que morava em Goiânia de Campinas, cidade próxima a cidade natal de Goiânia. A suposta alma de Maurício Garcez Henriques autor da psicografia, inocentou José Divino declarando o disparo dado nele como sendo acidental. Essa carta foi levada em juízo e considerada prova da inocência de José. O juiz de Direito, então, inocentou o réu. Este fato é único na história do espiritismo no mundo. Mas não é só. Muitos casos, considerados provas cabais da existência dos Espíritos, são em fenômenos de materialização. O QUE É MATERIALIZAÇÃO?

“A materialização de espíritos é um dos aspectos mais interessantes estudados no espiritismo, mas não é “propriedade” desta doutrina em particular. A vinculação se deu porque, nos primórdios do espiritismo, ainda na França, o fenômeno foi muito estudado e ganhou publicidade e respaldo de cientistas, que viam no espiritismo um novo ramo da ciência. Antes disso, os fatos a esse respeito eram vistos com reservas e segredos (e depois disso também, aliás, e o melhor exemplo é o Museu das Almas do Purgatório, pertencente à Igreja Católica e que quase nenhum católico conhece).”

“Em ocasiões especiais (e não me perguntem quais, pois ainda não sei) um espírito faz-se visível a nós, encarnados, sem a necessidade de um médium.”

“Em outros casos, o espírito utiliza-se de uma “cobertura” de ectoplasma, um líquido viscoso produzido pelo corpo e que sai de dentro do médium por TODOS os orifícios (urgh) e por algum motivo é moldável com o pensamento. Achou que isso só existia no filme Os Caça-Fantasmas? ERROU! A matéria que compõe o (saudoso) Geléia foi batizada por Charles Richet de Ectoplasma (do greo ektós, fora, exterior, e Plasma). É uma substância viscosa, esbranquiçada, quase transparente, com reflexos leitosos, evanescente sob a luz, e que tem propriedades químicas semelhantes às do corpo físico do médium, donde provém. Quimicamente, ela possui muita semelhança com a massa protoplásmica, é extremamente sensível a eletricidade e magnetismo, podendo ser moldável pelo pensamento e vontade do médium que o exterioriza, ou dos Espíritos desencarnados, podendo assim eles atuarem sobre a matéria.”

“Vários médicos e cientistas analisaram, à época de Kardec, o fenômeno da materialização. Vários métodos para evitar fraudes, muitos humilhantes para o médium (como amarrá-lo e deixá-lo nu) foram feitos, e mesmo assim as materializações ocorriam. Já em 1870, o conceituado físico e químico inglês William Crookes, descobridor do elemento “Talio” (TI) e membro da Sociedade Real Inglesa, estudou o fenômeno.”

Direitos autorais site: Saindo da Matrix

FOTOS DE IRMÃ JOSEFA MATERIALIZADA

com C. Xavier e Peixotinho         

Obs.: O que está saindo da boca do médium que está sentado é exatamente o ectoplasma.

Para mais sobre materializações confiram os sites:

Saindo da Matrix

Universo Espírita

Este último com uma vasta documentação da Federação Espírita Brasileira em casos de materialização, incluve partes do corpo materializado pelos Espíritos moldadas em gesso como formas de prova, ainda fotos e inclusive livros para baixar falando desses fenômenos. Vale a pena conferir, pois são fatos que estavam em alta a alguns tempos atrás e ainda continuam, só que muito pouco. O grande médium da atualidade brasileira é Divaldo Franco, quem curiosamente quiser conhecer dou a dica de procurar no youtube.com.

CONCLUSÃO

Não sou espírita e penso que os Espíritos não são o melhor caminho para o conhecimento divino e ainda não há como ter certeza de seus ensinamentos, são consciências como nós e têm opiniões diversas também, não podem ser mais confiáveis do que qualquer humano. A clarividência para lhes enxergar a pureza e a espiritualidade elevada para lhes compreender os pensamentos são as ferramentas mais confiáveis até então para quem quer seguir este caminho. Mas é perigoso para quem não estiver preparado.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s