Orixás e o Arquétipo na Umbanda 

​ 

É preciso esclarecer algo sobre entidades espirituais de Umbanda. 

Nessa religião, alguns seguimentos cultuam os chamados Orixás de Umbanda, que até se manifestam em algumas casas, embora seja de opinião mais lógica a que diz que, na Umbanda, Orixás não se manifestam nos médiuns.

Essa religião tipicamente brasileira (e não afro-brasileira como pensam muitos) trabalha com “arquétipos”. Arquétipo é a forma teatral, mascarada de se manifestar, seja pela clarividência do perispírito da entidade, pela forma com que se apresenta na incorporação, ou pelo nome que leva (cognome ou apelido).

Dessa forma, os Orixás de Umbanda que se manifestam nos terreiros, choupanas, choças, roças, cabanas, ou centros são entidades espirituais que se usam do arquétipo de Orixá (devido a herança cultural afro-ameríndia). Não são ancestrais divinizados africanos, como se encontra na tradição dos cultos Yorùbá na África ou no Brasil através do Candomblé. Esses, por sua vez, não são eguns (Almas desencarnadas), são divindades do panteão de Òrìsà. Para eles existem rituais, fundamentos e rezas específicas que a Umbanda não possui. © 

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s